Fluência em Comunicação Empática.



Observação

Na observação, buscamos observar o outro sem julgamentos ou avaliações, colocando nossa atenção no que está sendo dito de fato.


Exemplo de linguagem alienante: Você é muito irresponsável.

Exemplo de observação: Essa semana você chegou atrasado ao trabalho três vezes.



Sentimentos

Identificar e expressar os sentimentos do outro e os seus; nesta fase conectamos com as emoções que aquela conversa desencadeou em quem fala e em quem escuta.


Exemplo de linguagem alienante: "Sinto-me desrespeitado por você.”

Exemplo de sentimento: "Sinto-me chateado e frustrado."



Necessidades

Identificar e expressar as necessidades do outro e os seus; nesta fase, reconhecemos quais necessidades estão ligadas aos sentimentos que identificamos.


Exemplo de linguagem alienante: "Porque você não tem consideração com o grupo.”

Exemplo de necessidades: "Porque pontualidade e parceria são importantes pra mim.”


Pedido

Nesta fase, expressa-se com honestidade comunicando o que se quer enriquecer a vida ou torná-la mais maravilhosa. E primordial a clareza.


Exemplo de linguagem alienante: "A partir de hoje eu exijo que você chegue no horário.”

Exemplo de pedido: "E possível você me explicar o que está acontecendo com você para que eu possa te compreender melhor?"


Atenção: Pedido x Exigência

A principal diferença é que as exigências ocorrem quando são acompanhadas de culpa ou punição, caso não sejam atendidas. Já quando formulamos um pedido, este será atendido a partir da livre vontade do ouvinte.

Assim, nem sempre nossos pedidos serão atendidos.

Posts Em Destaque