A função do Eneagrama (ou sobre polir o espelho da alma)



Ouvi uma história de Ibn Arabi, na qual um pintor se ocupava em pintar um belo quadro para um rei, enquanto um sábio, do outro lado da cortina, polia uma parede que estava de frente para a pintura. O rei apreciou o belíssimo quadro e, quando abriu a cortina, viu refletida na superfície da parede aquela bela pintura, de forma ainda mais bonita do que ela mesma. Até o rei, perplexo, se viu refletido naquela parede. Então o sábio disse ao rei: é purificando nosso coração que podemos ver refletida a beleza Divina que habita nossa alma.


Essa história é uma bela ilustração do que seja o trabalho de desenvolvimento pessoal com Eneagrama. Não se trata de tornar um Tipo 3 mais bem sucedido, um Tipo 2 mais prestativo, um Tipo 8 mais poderoso. Não é sobre pintar na tela de nossa personalidade mais e mais traços de comportamento, para que fique agradável aos olhos do mundo.


Eneagrama é sobre a coragem de polir os espelhos da Alma, é sobre deixar de ser ilusão e limpar a ferrugem que cobre nosso coração e nos faz acreditar que precisamos ser algo. Não é sobre ser mais importante, mais especial ou mais poderoso. É caminho inverso.


É deixar tudo isso ser polido para que possamos refletir, de dentro para fora, os Atributos e Virtudes que nossa alma recebe para viver seus objetivos nessa existência, com mais verdade, sentido e consciência.


Flávia.

Posts Em Destaque